Lista de comparação

Um novo jeito de construir

Um novo jeito de construir
Apostar em sustentabilidade tornou-se vital para as empresas. E, na construção civil, um setor que gera, naturalmente, muito resíduo, não seria diferente. O segmento sente a necessidade de investir em políticas de economicidade, reaproveitamento e reciclagem. As práticas desenvolvidas mostram que é possível, sim, unir proteção ao meio ambiente e ganho econômico.
A construtora Ipê, associada ao Sinduscon-DF, é um exemplo disso. Ao implantar um sistema de reuso de água, a empresa logo sentiu uma diferença em termos de economia do recurso e, consequentemente, financeira. “O processo foi implantado há três meses e já conseguimos mensurar uma redução de R$ 300 na conta de água”, conta a engenheira responsável pela obra, Beatriz Bonolo. Ou seja, além de economizar o próprio recurso, que é escasso, há também uma economia de dinheiro. No sistema implantado na construtora, a água do chuveiro é reaproveitada para a descarga.

Sistema de reúso de água instalado na construtora Ipê
Outra iniciativa foi o reaproveitamento da água da chuva. Com um processo que recolhe água das calhas, o recurso é reutilizado para a limpeza geral da obra. A empresa também faz a devida separação de todos os resíduos descartáveis. Além disso, todo material excedente no sistema produtivo, que normalmente iria para o aterro sanitário, é reaproveitado para outros produtos.
César Peres Neto, sócio-diretor da construtora Ipê, explica que a obra tem duração de 12 meses e, em função da economia gerada, o sistema de reuso de água pluvial é quitado em apenas cinco meses. “Hoje, não há como fugir de uma gestão integrada com o meio ambiente. Pequenas atitudes como essa fazem total diferença, tanto em questão sustentável quanto econômica”, frisou.
A engenheira Beatriz Bonolo acredita que as novas ações melhoraram bastante o processo construtivo, pela redução de desperdícios, reaproveitamento de materiais e reuso de recursos. Ela explicou que toda a madeira que não será mais utilizada, por exemplo, é doada para uma cooperativa. Surge, assim, um ciclo virtuoso. “Antes, nós jogávamos os materiais fora, sem nenhum tipo de preocupação com o meio ambiente”, lembrou. A profissional acrescenta: “Construir sem se preocupar com o planeta não é mais viável. Precisamos dessa consciência”.
O diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Sinduscon-DF, Luciano Dantas, explica que a construção civil é o setor da economia que mais impacta no meio ambiente, seja pelo alto consumo de recursos e matéria-prima, seja pela geração de resíduos sólidos. “Para diminuirmos o efeito das mudanças climáticas e a contaminação do solo, por exemplo, é fundamental que as construções participem desse processo”, alertou.
Sob o ponto de vista econômico, o diretor acredita que haja um retorno significativo. “A certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) prevê redução média de 60% no consumo de água e 70% no consumo de energia, apenas com projetos arquitetônicos que valorizam a luminosidade e reuso de água. Além disso, não vemos um custo tão alto na adoção dessas medidas”, reforçou. Segundo ele, a construção sustentável veio para ficar.

Iniciativas inspiradoras 
O meio ambiente é uma preocupação cada vez mais frequente no setor. Outras empresas também se destacam por iniciativas relacionadas ao assunto. O Grupotecno – Sistemas Construtivos é um exemplo de quem veste a camisa da sustentabilidade. Por meio de um sistema de reciclagem de água, a empresa consegue recuperar cerca de 30 mil litros diariamente, o que representa 30% da sua outorga. O recurso é usado nos processos de manutenção, como a lavagem de carros e do pátio. “Com isso, fazemos economia de água e ainda temos uma reserva técnica para ampliar nosso processo produtivo e, consequentemente, nosso faturamento”, ressaltou Fábio Caribé, representante do grupo. Ele garantiu que as ações ajudaram a dobrar o lucro líquido da empresa.
A Barcelos Construtora é outra empresa que merece destaque neste quesito. O grupo aderiu à campanha Brasília Limpa, que conta com o apoio do Sinduscon-DF. A ação tem como intuito, principalmente, conscientizar a sociedade quanto à correta destinação de resíduos e despertar a responsabilidade coletiva. O engenheiro da empresa, Rodrigo Lopes, acredita que é preciso dar o exemplo e assumir o compromisso de reduzir o lixo que produz e de descartá-lo nos lugares corretos. “A Barcelos Construtora vê a limpeza urbana como o primeiro passo para construirmos uma cidade melhor. Nós queremos contribuir para o avanço de Brasília não apenas com o nosso trabalho, mas, também, assumindo todas as responsabilidades que nos cercam”, reforçou o engenheiro.

Yasmin Almeida
Assessoria de Comunicação Social do Sinduscon-DF
img

Thiago

Artigos relacionados

  • Ipê

Seconci-DF realiza atendimento em obra da Construtora Ipê no Sol Nascente

O atendimento odontológico itinerante do Seconci DF, braço social da Construção Civil no...

Continue lendo
por Ipe Construcao
  • Ipê

Construtora Ipê visita Associação Habitacional

A Construtora Ipê conheceu a sede de atendimento do empreendimento Assobrilho e Gontijo. A...

Continue lendo
por Ipe Construcao
  • Ipê

Apresentação – O Futuro do mercado imobiliário no país e a necessidade de desenvolvimento social e econômico

Para baixar a apresentação em PDF...

Continue lendo
por ipeconstrucao

Junte-se à discussão